Skip to content

Linguagem e meta

23/11/2013

Meu lar,
a linguagem,

de onde espio

o mundo
[esse emaranhado de locuções]

a vida
[sujeitada a assertivas tão banais]

nunca caberão num post,
sequer num filme de Truffaut.

E foi assim
que justo hoje, às sete e trinta e nove da manhã,
me vi prenhe de um poema.

Mas não tenho tempo.

Sou um homem muito ocupado.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: